PT | ENG | FR | ES
Regressar à Homepage
Utilizador Senha
Novo utilizador? Registe-se aqui
PERGUNTAS FREQUENTES
Seventh Framework Programme - Capacities EU Funding

Consórcio

PMEs

Silvex, Indústria de Plásticos e Papéis, SA (SVX) – Portugal - Fundada em 1968, iniciou actividade com a importação e comercialização de máquinas de etiquetar películas aderentes, alumínios e etiquetas para as primeiras grandes superfícies de Portugal.O projecto industrial consolidou-se e alargaram as áreas de negócio. Hoje, produz e comercializa uma vasta gama de produtos para protecção e conservação, sendo a capacidade de inovação uma das vantagens competitivas. Cada casa portuguesa tem pelo menos um produto Silvex.
Com capital 100% português, dispõe de uma fábrica em Benavente onde trabalham mais de 200 colaboradores, dos quais 13 são portadores de deficiência. Pelo emprego directo e indirecto gerado, é um dos maiores empregadores do Concelho de Santarém.
Líder de mercado nas marcas de distribuição concorre em diversos segmentos de mercado competindo com diversas multinacionais de renome internacional a operar em Portugal.
Do ponto de vista técnico, a Silvex irá contribuir com o seu conhecimento em tarefas relacionadas com a produção de inovadores mulch films biodegradáveis. Coordena o projecto, sendo responsável pela exploração e disseminação dos resultados. Está estrategicamente interessada em seguir de perto a investigação e desenvolvimento de novos produtos destinados ao mercado Ibérico.

Biobag International AS (BB) – Noruega – Actual líder mundial no fabrico de plásticos 100% biodegradáveis e 100% compostáveis, com recurso à matéria-prima Mater-Bi. Todos os seus produtos baseiam-se em amido livre de organismos geneticamente modificados (GMO), polímeros biodegradáveis e outros recursos renováveis, sendo que no seu processo produtivo não recorre a qualquer quantidade de polietileno. A empresa pretende sensibilizar os utilizadores a optarem por produtos mais amigos do ambiente. Neste âmbito, a BioBag tem adquirido elevada experiência em trabalhar com plásticos biodegradáveis, preocupando-se em desenvolver novas aplicações em materiais biodegradáveis e compostáveis.


Na qualidade de especialistas em plásticos biodegradáveis, a BioBag irá gerir os aspectos técnicos do projecto, com especial enfoque nos relacionados com as características dos plásticos, acompanhar de perto as avaliações realizadas nos ensaios, e participar na optimização de novas formulações.


 


 

ICS Environnement (ICSE) – França – Empresa associada à BioBag, dedicada em exclusivo à comercialização de plásticos 100% biodegradáveis e 100% compostáveis. O seu papel no projecto passa por acompanhar de perto o trabalho de investigação realizado na vinha em França.


 


Regressar ao Topo


 




Universidades e Centros de Investigação

 Instituto Superior de Agronomia da Universidade Técnica de Lisboa (ISA) -  O Instituto Superior de Agronomia é, em Portugal, a maior e mais qualificada escola de graduação e pós-graduação em Ciências Agrárias, sendo o seu know-how reconhecido nacional e internacionalmente. Com 156 anos de experiência, adapta o seu ensino à evolução tecnológica e à realidade do País, apostando na sua qualidade e modernização. Integrada na Universidade Técnica de Lisboa desde 1930, tem cerca de 1500 alunos nos 3 ciclos de ensino, um corpo docente de 136 Professores e 20 Investigadores, dos quais 149 doutorados.


 


A equipa do ISA irá trabalhar em estreita colaboração com as outras Universidades e Centro de Investigação (UCI), a fim de definir indicadores e necessidades, desenvolver metodologias comuns para aplicação em Portugal, Espanha e França, e avaliar o desempenho dos novos filmes. Assegura o acompanhamento dos ensaios de campo de três culturas diferentes (melão, pimento e morango) em Portugal. São responsáveis pelas análises do solo, da qualidade dos frutos e da ecotoxicidade e compostabilidade dos plásticos biodegradáveis.


 

 


Centro Tecnológico de la Agroindustria (ADESVA) – Espanha - Associação para o desenvolvimento do sistema produtivo vinculado à agricultura Onubense. É uma organização sem fins lucrativos que reúne as empresas mais representativas dos sectores agro-industrial e de serviços auxiliares para a nova agricultura de Huelva. Tem como objectivo principal promover um processo colectivo de revitalização, que seja propício para a melhoria da posição competitiva das empresas associadas e expansão das actividades produtivas que tenham oportunidades de negócio. Realiza trabalhos de interface para as entidades de investigação, na busca de soluções tecnológicas para as necessidades das empresas, transferindo tecnologia de ponta para o sector.


 


A ADESVA possui uma estação experimental com modernas instalações (laboratórios, estufas, campos de ensaio), e investigadores e técnicos com uma grande experiência. A estação experimental é especializada em morangos (a região de Huelva é o segundo produtor mundial deste fruto), amoras e romãs. Será responsável por executar ensaios de campo em morangos, tanto nas suas instalações, como no end-user Espanhol.


 


 


Unité Mixte de Recherches Ingénierie des Agropolymères et Technologies Emergentes (IATE) – França - Grupo de pesquisa constituído por Université Montpellier II, INRA (Institut National de Recherche Agronomique), ENSAM (Ecole Nationale Supérieure Agronomique) e CIRAD (Centre de Coopération Internationale pour le Dévelopement).


 


Responsável pela implementação de ensaios de campo (vinha) em França, em estreita colaboração com a SERPBIO (Services Études Recherches Polymères Biodégradables). Proporcionará relevante contribuição técnica na concepção dos novos mulch film biodegradáveis, aplicando as suas competências especializadas em ciência dos materiais e polímeros biodegradáveis.


 


 


Faculty of Agricultural Sciences, Aarhus University (AU-DJF) - Dinamarca – Realiza investigação numa ampla gama de matérias relacionadas com agricultura e produção de alimentos. Os seus departamentos de Agroecologia e Meio Ambiente e Horticultura estão envolvidos neste projecto. As suas principais actividades estão relacionadas com o clima, com os recursos naturais e do ambiente aquático, com especial relevo no impacto dos sistemas de produção agrícola.


 


AU-DJF será responsável por realizar a análise do ciclo de vida (LCA) e contribuir para uma avaliação global da tecnologia investigada.


 


Regressar ao Topo


 


Utilizadores Finais


Hortofruticolas Campelos, SA – Portugal – Organização de produtores reconhecida no âmbito dos Regulamentos (CE) 2200/96 e 1234/2007, do Conselho. Composta por 51 produtores de frutas e legumes, que exploram um total de 1800 hectares. Empenhada em promover práticas sustentáveis, com viabilidade económica e ambiental.


 


Os ensaios de campo serão instalados em terrenos dos produtores associados. Durante os dois anos do projecto, será possível realizar 2 ciclos nas seguintes culturas: melão, pimento e morango.


 


 


Explotaciones Agrarias Garrido Mora CB – Espanha – Produtor agrícola localizado na região de Huelva, cultivando 5,5ha de morangos, que exporta totalmente para França. Em processo de certificação EUREPGAP.


 


Na sua propriedade será instalado o campo de ensaio de morango, que também será objecto de estudo durante dois ciclos.


 


 


Olivier Madeville, Domaine de Vaissière – França – Domaine de Vaissière é uma exploração vitícola com 300ha, situada na região do Languedoc-Roussilon. Produz anualmente cerca de 25.000hl de vinho, que são normalmente comercializados a granel.


 


O ensaio de mulch film com plástico biodegradável será instalado numa vinha a plantar em Blomac, propriedade de Olivier Mandeville.


 


Regressar ao Topo


 


Grupo de Observadores


Será estabelecido um grupo de observadores, com representantes de end-users e legisladores ambientais, com particular interesse no projecto, mas sem que participem directamente nos trabalhos a desenvolver pelo consórcio.


 


O principal objectivo destes observadores é acompanhar o projecto, mas terão também um importante papel nas actividades de disseminação dos resultados.


 


Alguns das entidades convidadas para este grupo são:


 


Centro Operativo e Tecnológico Hortofrutícola Nacional (COTHN)


Associação privada sem fins lucrativos representativa do sector hortofrutícola. Pretende promover uma maior aproximação entre as empresas e a investigação, bem como entre entidades públicas e privadas. Actualmente com 57 associados, entre centros de investigação, autoridades locais, produtores individuais e grandes empresas agrícolas.


 


 


Agencia de Innovación y Desarrollo de Andalucia


Agência para inovação e desenvolvimento da província da Andaluzia. Executor das políticas de promoção de desenvolvimento económico-social do governo regional da Andaluzia.


 


 


Freshuelva


Associação de produtores e comerciantes de morango da região de Huelva.


 


Regressar ao Topo


 


Consultor Científico


O consórcio terá o suporte técnico de um consultor científico convidado. Sara Guerrini, da Novamont, uma reconhecida investigadora, especializada em matéria-prima biodegradável será a consultora científica do projecto.


 


Regressar ao Topo